Família do-ré-mi-fá

Archive for the ‘Escolinha’ Category

Entre uma febre e outra, resolvemos dar uma passada no evento da escola, no sábado. Foi uma manhã divertida no Museu da República, com atividades artísticas, oficinas, brincadeiras e até aulas de ioga.
Chegamos no final da festa. Mas ainda deu tempo de bater alguns flashes do pequeno fazendo bagunça com papéis coloridos.

“Aproveita, meu filho, porque lá em casa mamãe não deixa fazer essa bagunça, não…”

Anúncios

Estréia de quinta: Eric ontem viajou pela 1ª vez sozinho no ônibus escolar.

Alice contou que na quarta ele “dormiu de babar” a viagem inteira. Pelo visto não era uma metáfora, visto que ontem sua camisa chegou molhadinha à….baba. rs
Bom, correu tudo bem com sua estréia ‘solo’ no coletivo. Eric foi entregue do colo da tia do ônibus direto para o meu colo, são e salvo.

***

Ao longo desta primeira semana escolar, acompanhei, encantada, muitas novidades de sua rotina e, aterrorizada, duas outras:

– crianças tossindo em cima do meu filho
– crianças com o nariz escorrendo….catarro.

Iniciei assim o grande dilema de toda mãe inaugurante da vida escolar do filho: “Deixo ele em casa toda vez que vir uma criança gripada na escola? Mas, é provável que eu nem veja, afinal não fico com ele por lá. E não será frequente ter sempre uma criança gripada, tossindo e espirrando em cima dele?” 

Racionalizei que, se eu for esperar não haver um gripadinho sequer perto do filhote, melhor tirá-lo da escola e colocá-lo numa bolha.

Assim sendo, Eric continuou frequentando a escolinha.
Mas…não tardou muito pra começar a tossir, espirrar, nariz escorrer e hoje: febre!

A interação infantil não é linda?

***

Pra não perder o hábito, seguem mais duas fotos de suas atividades na escolinha: AULA DE MÚSICA

Mais um dia de novidades: além de ficar o período da manhã inteiro na escola, que nem ontem, Eric hoje (quarta, 07) inaugurou seu uniforme escolar! Um mini estudante! Foi animado para a escola trajando seu shortinho azul marinho e sua camiseta branca, quase igual à irmã.


Mamãe, que agora se sente tão integrada è escola quanto o filhote, já conheceu todas as tias, o profº de psicomotricidade, a diretora, a pedagoga e hoje conversou com a psicóloga. Ainda falta bater um papo com a nutricionista e com o profº de música.

***

Fiquei um pouquinho com ele no período da manhã e voltei às 11h, pra acompanhar sua saída no ônibus escolar. Encontrei Eric brincando animadamente num minhocão. Entrava e saía com a maior desenvoltura. Uma graça! Não resisti e lá fui eu bater umas fotinhos (pastel!) Foi quando ele me viu e abriu o começou o chororô. Quis colo e não desgrudou mais de mim (ui, e a mãe bem que gostou…)

***

Papo vai, papo vem, a ‘tia’ me contou que ele não só comeu o bolinho que mandei, como ficou oferecendo pra a amiguinha ao lado. Que generoso! (só pra explicar: pra ele, “oferecer” significa enfiar forçadamente pedaços de comida na boca das pessoas). Aproveitei pra bisbilhotar a refeição da turminha que almoça na escola. E pedir mais uma troca de fraldas.

E finalmente chegou a hora de pegar o ônibus!
A irmã já o aguardava lá dentro, sentada ao lado da cadeirinha em que viajaria o irmão. Conversei com a ‘tia’ do ônibus, dei recomendações à Alice e entreguei meu filhote à sua primeira viagem sozinho, sem mim, dentro de um ônibus! E eu que achei que isso só aconteceria na adolescência…
Aguenta coração!


Terça-feira (06) foi outro dia de inaugurações: Eric ficou o período matinal inteiro na escola: das 7h30 às 11h30. E voltou de ônibus escolar, junto com a babá – que incubi de encontrá-lo na saída e acompanhá-lo, dentro do ônibus, na viagem de volta pra casa.
Segundo ela, correu tudo bem: Eric foi na cadeirinha, preso com cinto de segurança, e dormiu o trajeto todo. Chegaram quase 1 hora depois.

Também foi dia de inaugurar sua agenda escolar, que levou na mochilinha pela primeira vez.

Cheguei em casa e fui logo atrás da tal agenda, ansiosa por algum bilhetinho pra mamãe. E não é que tinha?

Agenda escolar

1ª Circular

Informações do dia

Além de uma circular convidando pais e alunos para uma tarde recreativa no Museu da República, fiquei sabendo que Eric:

– comeu bem o lanchinho
– não dormiu
– não evacuou

Ai, filho, adorei as novidades!
(Só mãe mesmo pra curtir este tipo de informação, né?)

Mal começou na escola e filhote já foi apresentado às drogas.

Explico: no segundo dia de aula, a pedido da pedagoga, resolvi me resignar a uma posição low-profile não-participativa e ficar longe do meu bacuri, fazendo apenas rápidas e esporádicas aparições em algumas atividades. Saí pra tomar um farto e demorado café da manhã no Zona Sul e voltei a tempo de espiá-lo durante o lanchinho no refeitório.

De longe, já avistei meu filho roubando biscoitos do tapeware do garotinho sentado ao seu lado. O guri passivamente olhava Eric avançar várias vezes em seu lanchinho, sem esboçar qualquer reação.

Como a visão embaçada e cegueta, de uma míope sem óculos, não me permitia identificar detalhes da cena, fui me aproximando devagarzinho até a cena do crime.

A professora, rindo, veio em minha direção já perguntando:
– Ele tá comendo o biscoito que o menino trouxe, tem problema?

Eu já ia ensaiando aquele ético discurso do “não, professora, não deixe que ele pegue o lanche dos amiguinhos, repreenda, pois isso é feio e tal….”, quando a vista foi desembaçando, desembaçando, à medida que eu me aproximava, até avistar o que havia no inocente potinho de tapeware do coleguinha.

Na mesma hora, como uma leoa, defendendo a cria de todos os males predatórios da selva, arranquei o biscoito da mão do Eric, peguei o tapeware do menino e quase joguei pela janela, enquanto gritava:
– F-A-N-D-A-N-G-O-S, N-Ã-Ã-Ã-O-O-O !!!!

Sim, caras mães e pais aterrorizados, existem mães nesse mundo completamente sem noção, que colocam na lancheirinha de um menino de 1 ano e 4 meses (coincidentemente o meliante em questão nasceu no mesmo dia do Eric), um potinho cheio de FANDANGOS!

Minha senhora, com tantas opções mais saudáveis e práticas por aí (uma fruta, um bolinho, um biscoitinho de polvinho ou maisena), tem certeza que quer envenenar o seu filho (e o dos outros) com essa bomba de edulcorantes, acidulantes e aromatizantes dos chips industrializados?

Estou com medo do que o Estevão vai levar amanhã.
Não demora muito, meu filho estará pedindo cheetos e baconzitos de lanche. Socoooooorro!!!
Alguém o afaste das drogas, por favor!!!!

Eric ainda está em fase de adaptação, mas hoje inaugurou seu 1º dia no maternalzinho. Que orgulho, meu filhote!

Levantamos todos cedinho: às 6h30 da matina. E você já estava de pé no berço e chorando quando entrei no seu quarto. Também puderas! A fralda tinha vazado e você estava tooodo molhado. Incia-se a operação troca-troca: troca a fralda, troca a roupa, troca as bolas e joga fralda suja no cesto e roupa molhada no lixo (é o horário….)

Alice pronta? Checked!
Mochila Alice pronta? Checked!
Eric pronto?  Checked!
Mochilinha Eric pronta? Checked!
HP pronto? Checked!
Dany pronta? Never…

Mas, tudo bem, como tempo de mãe é sempre apertado*, a gente acostuma a abrir mão da vaidade em prol de uma família pontual e feliz.

*(Aliás, já reparou que tempo de mãe nunca sobra no final do dia, que nem seu salário que nunca sobra no final do mês?)

Esquecer um brinco, um óculos, um colar ou um perfuminho é bobagem. Afinal, numa hora dessas, o que não dá pra esquecer é a máquina fotográfica e a câmera filmadora. E é claro que esses itens estavam completamente checked!

Então pega a máquina, a câmera, enfia na bolsa, coloca a documentação do Eric numa sacola. Inclua também um livrinho pra ler lá, caso eu seja forçada  a me separar do filhote em prol de uma filosofia pedagógica-adaptacional, pega a mochilinha do Eric, pega o meu óculos, senão eu não vou conseguir distinguir a carinha dele de longe, coloca as bolsas no carro, as crianças no banco de trás, prende o Eric na cadeirinha, e vruuuuummmm rumo à escolinha das crianças.

Mas….peraí, cadê o óculos que estava aqui? Eu juro, juro que me lembro de tê-lo pendurado na gola da camisa (ou seria naquele nó do casado jogado no ombro?) Sei lá, mas sei que ele estava aqui há 1 minuto atrás!
Ligo pra empregada, que liga pro porteiro, que avisa que meu óculos foi encontrado perto da garagem, atropelado por um carro (o nosso!) e estava completamente desfigurado. Tudo bem, tudo bem, o que é um óculos quebrado e uma mãe parcialmente cegueta em prol de uma família pontual e feliz?

E assim começou o meu dia de mãe orgulhosa da cria: completamente embaçado. Porém pontual e feliz.

***

Como já era de supor, o moleque feliz e despachado mal avistou o pátio cheio de brinquedos e de outras crianças, nem percebeu mais nossa presença ali. Ficou entretido com as tias e com todas aquelas novidades visuais e sensoriais. Conversamos com a orientadora pedagógica, HP seguiu pro trabalho e eu fiquei ali, com cara de paisagem, acompanhando Eric e as crianças em suas atividades, fingindo que minha presença era muito importante em sua adapação escolar.

Mas filhote é descolado e definitivamente não precisa da presença do papai ou da mamãe pra se sentir seguro e confortável. Só precisa de um ambiente atencioso, acolhedor e amoroso. Por isso fica tão bem com a babá quando saímos pra trabalhar. E, por isso, (faço votos!) deverá ficar bem com as ‘tias’ e os amiguinhos no ambiente escolar.

Acompanhei o pequeno no pátio aberto, no parquinho coberto, na salinha de estudos, na salinha dos bebês e no refeitório. Eu era uma visível mãe-caloura perambulando pela escola, em 1º dia de aula, com uma câmera na mão e muitas dúvidas na cabeça.
Tentei registrar todos os momentos do Eric, que alheio à minha presença se fartou de brincar no carrinho, correr atrás das bolhas de sabão e surrupiar o lanche dos colegas. Enfim, foi um dia animado pra ele, sem dúvida.

A salinha baby para um relax total

Brincando com blocos de madeira coloridos, no pátio coberto.

Entre os coleguinhas

Atividade com blocos de montar

A farra das bolhas de sabão

Rondando a mesa dos mais velhos, de olho no biscoito do colega

Sem cerimônias, Eric avança nos biscoitos do menino

Mas a tia intercepta o trombadinha fujão e o leva de volta à mesa da sua turma

Agora Eric só surrupia o lanche de sua turma

Passa o biscoito ou eu vou ter que usar este bloco amarelo!!!

Maternalzinho

Posted on: 30/06/2010

O mês muda amanhã.
E a rotina do Eric mudará junto.

Hoje fomos novamente visitar a escolinha que o Eric estudará a partir de amanhã. Será por meio período apenas, mas o suficiente pra ele receber novos estímulos, se exercitar, e conviver com outras crianças da mesma idade. Aposto minhas fichas como ele vai se adaptar fácil e cutir a novidade. Confirmarei amanhã pra vocês.

Hoje providenciamos toda a papelada necessária: as xerox da certidão, cartela de vacinação e as fotinhos 3×4.

Falando nas fotinhos, essa é a carinha de sapeca que aparecerá em sua ficha de matrícula.


Eric – 1 ano e 4 meses



  • João Lopes: Silvia (permita-me chamá-la assim), eu não conhecia as coisas lindas (filosóficas de precisão!) que escreve, porém, depois de receber um e-mail d
  • João Lopes: Silvia (permita-me chamá-la assim), eu não conhecia as coisas lindas (filosóficas de precisão!) que escreve, porém, depois de receber um e-mail d
  • cleonice: gostaria de receber os protetores de colchaõ traveseiro edredom da casa co alergista como faço para comprar