Família do-ré-mi-fá

Archive for the ‘Vocabulário’ Category

Eric fez 1 ano e 9 meses. E, finalmente, desde o mês passado, vem demonstrando um real interesse com as palavras. Até agora suas palavrinhas vinham soltas, eram básicas e muito poucas (opinião minha). Mas, de repente, meu pequeno passou a se interessar de fato em se comunicar, repete tudo o que ouve e já contextualiza suas novas palavras ao cotidiano. E todo dia nos surpreende com alguma novidade vocabular.

Para não perder nenhum momento desta fase tão “comunicativa”, passarei a registrar aqui sua linha de evolução.

COMUNICAÇÃO ERIC:

Mamãe agora é chamada de “MAMANHÊÊÊ”, dito assim com ênfase e beeem demorado, como quem degusta cada síliba.

Papai tb é chamado de “PAPAIÊÊÊ”. Respondemos sempre “OIÊÊÊ” com o nosso melhor sorriso. Papai às vezes diz “Papai? Sou eu!”

Alice ganhou vários apelidos: É a “LILI”, A “XI” (alixe) e a “MÔ (irmã)

“VÓFÓ” (vovó) E “VÔFÔ” (vovô) agora são contextualizados em aspectos cotidianos. Por exemplo, sempre que vê um carro prateado, parecido com o modelo do carro do vovô, ele aponta e diz “VÔFÔ”. Outro dia viu na revista um carrinho azul de passeio igual ao que vovô leva ele pra passear (é meu pai quem monta o carrinho e prende ele), Então, automaticamente, apontou pra foto do carrinho e disse “VOFÔ, VOFÔ!” Eric pega seu celular de brinquedo, coloca no ouvido e diz “ALÔ?” Quando pergunto “Quem é?”, ele logo diz “VÓFÓ”

“BONOTCHE” (boa noite): diz sempre quando vai dormir.

“TÁU” (tchau): e ainda sacodinha a mãozinha

“ACHEI” (achei): diz com ar maroto, sorriso no rosto e sonoridade perfeita, sempre que encontra algo.

“ÁBI” (abre!): pedindo pra gente abrir algo pra ele

“ABOU” (acabou): contando que algo acabou…

“LUZ” (luz): aponta pro teto e pro interruptor, pedindo pra gente acender a luz

“CHÓN” (chão): avisando que caiu algo no chão, quando quer que a gente pegue.

Já nomeia “ÔIO” (olho), “NAIZ” (nariz), “BOCA” (boca), “BIGA” (barriga), “BIGO” (umbigo), “LÊLA” (orelha), “LÊLO” (cabelo), “PÉ” (pé), mostrando onde cada parte do corpo está.

Mostra o “PÉ” e diz “PATATO” (pedindo pra calçar ou tirar o sapato)

Na linha dos “BIÇOS” (bichos): “VAVALO” (cavalo), “AU AU” (cachorro), “MIAU” (gato), “LÊLHO” (coelho), “QUITO” (mosquito*), “BOI” (boi), “POPOTA” (hipopótamo), “LÃO” (leão), “CACO” (macaco),
* viu muito o pai e a tia célia matando mosquitos com a mão. Aí, sempre que via um, ficava batendo palmas no ar. Perguntávamos o que era e ele respondia sério e compenetrado: “BIÇO”. Felizmente, depois da tela mosquiteira, Eric não tem mais se deparado com os “biços”.

Pede pra gente cantar “Boi da cara preta” (“BOI, BOI, BOI”) e fica completando as sílabas “TÁ” da música. E acompanhando a melodia com palavras inventadas. Aliás, diz a professora, que ele já canta as musiquinhas que aprende na escola.
De fato, quando assiste um dvd musical ele segue direitinho a melodia da música, tentando cantar junto. Uma graça!

Na linha alimentar: “PATATA” (batata) “JÃO” (feijão), “RÔZ” (arroz), “LÁTE” (farinha láctea), “NÔNE” (danone),

Na linha das cores: “ZUL” (azul), LÉLO (amarelo), LÊLO (vermelho), VÊDE (verde)

A professora tb conta que Eric tem chamado os coleguinhas pelo nome. Aprendeu de tanto repetir os nomes que a professora chama. Os mais citados lá em casa são “JÃO” (João) e “TÔR” (Heitor e Hector).

Quando apontamos ele numa foto e perguntamos “Quem é esse?”, ele rapidamente responde: “EU”



  • João Lopes: Silvia (permita-me chamá-la assim), eu não conhecia as coisas lindas (filosóficas de precisão!) que escreve, porém, depois de receber um e-mail d
  • João Lopes: Silvia (permita-me chamá-la assim), eu não conhecia as coisas lindas (filosóficas de precisão!) que escreve, porém, depois de receber um e-mail d
  • cleonice: gostaria de receber os protetores de colchaõ traveseiro edredom da casa co alergista como faço para comprar